Despesas ordinárias e extraordinárias de condomínios: o que são?

11 de janeiro de 2018
Foto de uma mão escrevendo dados em um caderno com um relatório com vários gráficos para a pauta "Despesas ordinárias e extraordinárias: o que são?" para o Blog da Estasa

Um dos assuntos que mais causam dores de cabeça nos síndicos são as despesas ordinárias e extraordinárias. Muitas pessoas fazem confusão no que cada uma é e isso é muito importante na hora de organizar as contas do condomínio.  Se você é um daqueles que também faz confusão nesse assunto, fique tranquilo! O Blog da Estasa vai te explicar a diferença entre elas.

O que são as despesas ordinárias?

Despesas ordinárias são todos os gastos rotineiros e necessários para manutenção do condomínio, como: salários, prestadores de serviços, encargos fiscais e trabalhistas, despesas de consumo, manutenção, seguro, gastos administrativos, conservação, pequenos reparos e outras. Nessa área o síndico precisa ter muito cuidado, pois uma previsão orçamentária errada pode levar as finanças do condomínio ladeira abaixo. É preciso planejar com muito cuidado todas essas despesas, já que são fixas e certas ao longo de todos os meses.

Leia Mais:

Blog Estasa – Qual a importância da Administradora de Condomínios?

Blog Estasa – Dívida de condomínios sobe 45%. Veja como evitar ações judiciais

Blog Estasa – Como funciona uma Assembleia de Condomínio? Devo Participar?

E as despesas extraordinárias?

Já as despesas extraordinárias, como o próprio nome diz, são os gastos extras oriundos de imprevistos como: vazamentos, substituição de equipamentos, reformas, benfeitorias entre outros exemplos.

Normalmente estes gastos podem ser automaticamente feitos pelo síndico em dois casos: até um limite de valor previsto na convenção ou aprovado em assembleia, ou quando é um caso emergencial que se não solucionado implique em perdas maiores ao condomínio, fora isso as despesas extraordinárias devem ser aprovadas em assembleia de condomínio.

Quem aluga um local deve estar sempre de olho: por lei, as despesas ordinárias são de responsabilidade do inquilino, mas as extraordinárias caem nas mãos do proprietário do imóvel. Um bom acordo é que o pagamento dessas despesas, quando feitas pelo inquilino, sejam depois descontadas do próprio aluguel.

Pareceu complicado?

Veja também: a Estasa é referência em administração de condomínios no Rio de Janeiro. Montamos uma página explicando exatamente como atuamos e o que nos diferencia das outras empresas. Clique aqui e confira todas as soluções inovadoras para uma administração transparente no seu condomínio. 

Subscribe
Notify of
guest
4 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Luiz Fernando Xavier
Luiz Fernando Xavier
3 anos atrás

Boa tarde, sou inquilino em um apartamento e pago religiosamente o condomínio. No meu caso, no balancete do condomínio, não tenho como separar despesas ordinárias de extraordinárias é nem o fundo de reserva, pois o condomínio é calculado em uma média maior que as despesas ordinárias. Acredito que as despesas extras e o fundo de reserva estejam embutidos nesta média. Como faço para pagar somente o que devo?

Sidnei dos Santos Maia
3 anos atrás

Não é nem um comentário e sim uma pergunta, as despesas extraordinárias o sindico também participa?
porque as despesas extraordinárias são divididas entre todos os condôminos, haja visto que o nosso sindico é isento da taxa de Condomínio, ta correto? me passe o nº da lei e o artigo, por favor.

Haroldo Saraiva Gomes
Haroldo Saraiva Gomes
3 anos atrás

Muito boa a explicação, mas ainda nesse contexto faço uma ressalva. Se a despesa ordinária são provenientes de gastos rotineiros e necessários para manutenção do condomínio, como: salários, prestadores de serviços, encargos fiscais e trabalhistas, despesas de consumo, manutenção, seguro, gastos administrativos, conservação, pequenos reparos e outras. Como ficar seguro neste sentido sem ter nenhuma surpresa mais a frente se a imobiliária ou mesmo condomínio não presta conta das receitas e despesas, assim como a imobiliária.
Gostaria de aproveitar e pedir licença aos senhores para futuras consultas, se possível for. Certo de sua compreensão.
Atenciosamente,
Haroldo – Jacarepaguá – RJ

Mauricio Fernandes Rebello
Mauricio Fernandes Rebello
3 anos atrás

Tuto muito bom……..