Orientações para conter o Coronavírus em condomínios

25 de março de 2020
Foto de prédios no Centro do Rio de Janeiro para a pauta "Orientações para o combate ao coronavírus em condomínios" do Blog da Estasa

Edição n°01

Data: 25/03/2020

Orientações da Estasa para auxiliar a contenção do Coronavírus em condomínios, qualquer dúvida ou sugestão entre em contato por: ouvidoria@estasa.com.br

MORADORES

  • Lave as mãos e use água e sabão ou o álcool em gel para higienização completa durante 20 segundos
  • Fique em casa, saia apenas se for indispensável, evite aglomerações e mantenha distância mínima de 01 metro

  • Evite circular pelas áreas comuns, especialmente contato com idosos

  • Evite o contágio, ao espirrar e tossir, cubra o nariz e a boca. Não compartilhe pratos, copos, talheres e objetos pessoais
  • Use o e-mail, telefone e WhatsApp para resolver as suas pendências evitando deslocamentos desnecessários

  • Caso precise falar com algum membro da administração, o ideal é que a comunicação seja feita pelo interfone

  • Mantenha os ambientes bem ventilados

  • Cuidado com entregas (deliveries), se necessário busque na portaria para evitar circulação de pessoas pelo condomínio

  • Limpe maçanetas e portas com álcool gel sempre que alguém chegar

  • Tome banho e coloque as roupas para lavar sempre que voltar da rua
  • IMPORTANTE: se for idoso mantenha isolamento total dentro da unidade sem visitas. Peça ajuda de familiares, vizinhos e amigos para compras

  • Diagnóstico positivo: Caso alguma ocorrência seja diagnosticada e alguém precise ser colocado em quarentena (isolamento em casa durante 14 dias), avise imediatamente a administração do condomínio

SÍNDICOS

SÍNDICOS COM MAIS DE 60 ANOS OU COM PROBLEMAS DE SAÚDE

  • Cuide da sua saúde! Você é fundamental para o prédio neste momento mas adote medidas de precaução
  • Priorize conversas por telefone e interfone com moradores e funcionários. Utilizar somente a máscara não resolverá o problema do contágio
  • Escolha um conselheiro ou morador jovem para te ajudar nas atividades que exigem contato pessoal ou circulação 

ÁREAS COMUNS

  • Álcool Gel – coloque recipientes na portaria, banheiro e outras áreas comuns
  • Academias devem ser fechadas
  • Locais como portaria e recepção e devem ser constantemente higienizados
  • Áreas comuns como churrasqueira, piscina, salão de festas e salão de jogos, saunas, etc. devem ser fechados
  • Não adianta limitar o uso da área comum para uma família ou pessoa de cada vez, o vírus permanece em objetivos por vários dias
  • Atividades coletivas como colônias de férias, churrascos, festas e outras atividades que causarão pequenas aglomerações no condomínio devem ser canceladas
  • Ar condicionado e bebedouro devem ser desligados
  • Em pontos de maior contato como botões de elevador, interruptores, maçanetas e portas intensifique a limpeza com álcool gel e similares
  • Evite a circulação de elevadores lotados, somente a mesma família deve utilizar o elevador em conjunto (recomendação da OMS)
  • Caso necessário feche o estacionamento para visitantes deixando apenas moradores usarem este local

FUNCIONÁRIOS

  • Se possível, libere funcionários com mais de 60 anos, hipertensos, diabéticos, fumantes e pessoas que estejam fazendo tratamento com quimioterapia e que apresentam doenças crônicas
  • Os que permanecerem trabalhando no condomínio devem lavar as mãos constantemente e, em alguns casos, usar luvas e máscaras
  • Caso algum funcionário apresente sintomas, afaste-o imediatamente
  • O DP da Estasa está preparando material explicativo com as opções legais para afastamento de funcionários. Existem exceções para este período.

MORADORES IDOSOS E PESSOAS COM PROBLEMAS DE SAÚDE

  • Oriente a equipe de funcionários para dar uma atenção especial aos mais idosos, se possível ajudando com pequenas compras
  • Atenção especial com a limpeza do hall destes moradores. Evite ao máximo a circulação de pessoas nos acessos a suas residências

ASSEMBLEIAS

  • Assembleias (e outras reuniões presenciais) devem ser adiadas. Se necessária realize em ambientes abertos e arejados, com o mínimo de pessoas e mantendo distância entre elas
  • Estasa não enviará representantes para assembleias

OUTROS TEMAS

  • Disponibilize cartazes e orientações gerais sobre as novas medidas adotadas para os moradores em elevadores e áreas comuns
  • Entregas – instrua os moradores para receberem as entregas na portaria (ou fora do prédio) ou obrigue os entregadores a passarem álcool gel nas mãos antes de subirem
  • Obrigue visitantes a utilizarem o álcool gel antes de circular pelo condomínio
  • Somente as obras emergenciais (vazamentos, estruturas que podem cair ou causar acidentes) devem continuar
  • Caso confirmado: em caso de diagnóstico positivo e o condômino faça quarenta domiciliar (14 dias de isolamento em casa), informe sobre a ocorrência no condomínio, mas sem revelar a identidade do portador do vírus

SEGURANÇA 

  • Golpes físicos e virtuais – redobre a atenção na portaria e instrua a equipe sobre os golpes que criminosos têm praticado para conseguir acesso ao prédio – meliantes se passando por entregadores de iFood, falsos inspetores de saúde, coletores de exames ou agentes médicos querendo fazer exame do Covid-19 são exemplos
  • Caso os funcionários da portaria não venham trabalhar ou sejam dispensados por idade ou grupo de risco faça revezamento com os funcionários que ficarem. Caso entenda necessário a contratação de um extra pode ser uma opção. Peça ajuda a seu gerente na Estasa
  • Caso o condomínio possua múltiplas entradas limite o acesso ao mínimo possível

Perguntas e respostas

O síndico pode fechar áreas comuns?

Estamos em um estado de exceção onde várias iniciativas podem ser tomadas com a alegação de proteger o coletivo em relação às liberdades e direitos individuais. Desta forma, o síndico tem o poder de proibir o uso de qualquer área comum do condomínio. 

O síndico pode paralisar uma obra em uma unidade própria?

Obras internas colocam o coletivo em risco no momento que passam ou utilizam as áreas comuns e de circulação. Recomendamos conversar com os proprietários, e exigir que não utilizem a área comum. Durante a circulação das equipes e materiais redobre os cuidados de proteção.

O síndico pode proibir festas nas unidades?

Reuniões e aglomerações são os grandes propagadores do vírus. Tenha uma conversa direta com o morador, e se não os convencer garanta regras rígidas de acesso ao apto para evitar contaminação nas portas de acesso e elevadores. Os principais argumentos são: devemos evitar aglomerações, estamos em um momento chave da contenção da propagação do vírus, mesmo pessoas aparentemente saudáveis podem ter o vírus incubado, temos idosos no prédio, etc. Entendemos que a pressão dos vizinhos é o que mais ajuda neste momento, mas cuidado para não gerar tumulto e confusão, isso só atrapalha. Se achar que o evento coloca a comunidade em risco a polícia pode ser acionada.