O que é uma previsão de gastos condominiais?

23 de novembro de 2018
Foto de um livro com balanços para a pauta "O que é uma previsão de gastos condominiais" para o Blog da Estasa

A previsão de gastos de um condomínio (popularmente conhecida como “previsão orçamentária”) é similar ao orçamento de uma empresa. Basicamente, é uma estimativa dos gastos previstos para os próximos 12 meses detalhados por cada tipo de despesa. Ela normalmente é apresentada na AGO (assembleia geral ordinária) junto com a eleição do síndico para o próximo mandato.

Qual a importância dessa previsão de gastos?

A previsão orçamentária tem 3 objetivos principais: (1) definir quanto o síndico deve gastar em cada despesa; (2) definir o valor do reajuste (se necessário) da cota condominial para o próximo período; (3) permitir ao conselho (e moradores) acompanhar a aderência das despesas do condomínio contratadas pelo síndico ao plano definido.

As principais despesas a serem orçadas são: folha de empregados, funcionários terceirizados, concessionárias (água, luz, gás, telefone), contratos de manutenção (bombas, elevadores, caixa d´água, interfone, câmeras, etc.), despesas administrativas (taxa da administradora/gestora contratada, correios, tarifas bancárias, etc.), obras, melhorias e a inadimplência.

É importante também definir arrecadações adicionais como o fundo de reserva, fundos de obras, entre outros. Se o síndico conseguir avisar com bastante antecedência  quanto que os moradores deverão desembolsar ao longo do mês, melhor será para os condôminos se preparem.

Abaixo, listamos algumas dicas para que a previsão de gastos condominiais seja bem feita pelo síndico e utilizada eficientemente dentro do condomínio.

Blog Estasa: Fundo de Reserva: O que é?

Blog Estasa: Os riscos da autogestão condominial

Blog Estasa: Dívida de condomínios sobe 45%. Veja como evitar ações judiciais

Dicas importantes para uma previsão de gastos adequada

Dica #1: No momento da eleição do síndico, o mais correto é dar um prazo para o novo eleito para que ele se ambiente e entenda as contas do condomínio. Em seguida, deve-se marcar uma AGE (Assembleia Geral Extraordinária) para aprovação da previsão de gastos e da cota. Normalmente este prazo deve ser de até 30 dias.

Dica #2: Ao realizar a previsão de gastos, o importante é reservar um valor mensal para “outras despesas” de forma a permitir ao síndico realizar despesas não previstas. Não adianta, elas sempre acontecem!

(Contamos um pouco sobre esse assunto no nosso post: Despesas ordinárias e extraordinárias: o que são?

Dica #3: A previsão (e aprovação) de obras e benfeitorias no condomínio devem ser discutidas em assembleia quando acontecem acima de um valor normalmente previsto na convenção. O ideal é deixar aprovada antecipadamente a fonte de recursos para cobrir estas despesas, podendo ser uma cota extra, um fundo contínuo de obras, o fundo de reserva ou mesmo uma sobra de caixa existente na conta ordinária.

E por hoje é só! Explicamos em detalhes como preparar a previsão de gastos do condomínio para todos os tipos de despesas neste outro post: Como preparar a previsão orçamentária de um condomínio.

Esse texto faz parte de uma série nova chamada “Vida em Condomínio” onde nós explicaremos temas básicas de administração condominial para síndicos iniciantes e moradores que queiram entender um pouco mais sobre o lugar onde eles vivem. Veja aqui os outros textos da série. 

Pareceu complicado?

A Estasa é referência em administração de condomínios no Rio de Janeiro. Montamos uma página explicando exatamente como atuamos e o que nos diferencia das outras empresas. Clique aqui e confira todas as soluções inovadoras para uma administração transparente no seu condomínio.