Todo cuidado é pouco

12 de fevereiro de 2019
Arte do Jornal Extra com uma mão segurando um prédio (representando segurança) para a pauta "Seguro de Responsabilidade do Síndico" para o Blog da Estasa.

Seguro de responsabilidade civil do síndico protege contra possíveis prejuízos causados pelo administrador.

O síndico responde ativa e passivamente, em juízo ou fora dele, por qualquer ação ou omissão que acarrete prejuízo ao condomínio ou a terceiros. Por este motivo, embora não seja obrigatório, muitos condomínios optam por contratar o seguro de responsabilidade civil do síndico.

Em regra, a contratação é feita na própria apólice do seguro obrigatório, tratando-se de uma cobertura acessível (adicional) – explica o advogado Leandro Sender.

O seguro pode ser acionado sempre que o síndico causar prejuízos materiais decorrente de ato, faro, omissão ou negligência no exercício de suas atribuições. Geralmente, a cobertura não abrange danos morais de processos judiciais.

LEIA MAIS:

Blog Estasa – Seguro para pagar contas cresce na crise

Blog Estasa – As obrigações ao contratar um seguro de condomínio

Blog Estasa – Seu condomínio possui um seguro de responsabilidade civil?

Bruno Kelly, professor da Escola Nacional de Seguros, diz que o seguro para o síndico tem uma demanda boa e interesse crescente.

Neste momento de crise econômica, este seguro é um respaldo interessante para o síndico quando ele eventualmente toma uma decisão errada – considera.

A empresa Estasa oferece este tipo de seguro para os condomínios que a administra. Dentro do seguro de responsabilidade do condomínio, está incluso o de síndico. E ainda há uma modalidade voltada para os síndicos profissionais.

Os produtos são semelhantes, mas o RC Síndico (um RC profissional) é mais abrangente, sendo contratado somente por síndicos profissionais. O mesmo, se for síndico de mais de um condomínio, poderá contratar o seguro de uma apólice para todos os condomínios que administra – explica Ulysses Aguiar, sócio diretor da Estasa Corretora de Seguros.

Renovação é necessária

As principais coberturas são por erro ou omissão profissional, custos de defesa (judicial, administrativa ou arbitral), danos morais, materiais e corporais, lucros cessantes e despesas financeiras. cobertura inclui, ainda, subcontratados e terceirizados, atos fraudulentos cometidos por funcionários do segurado, etc.

Além de responder administrativamente, os síndicos também respondem civil e criminalmente pela omissão ao não contratar o seguro obrigatório com as coberturas e os valores correspondentes ao risco do condomínio. Ricardo Chalfin, diretor da Precisão Administradora, lembra que tanto a Lei 4.591, como o Novo Código Civil estabelecem a obrigatoriedade da contratação de seguro que cubra toda a edificação contra o risco de incêndio ou outro evento qualquer, que possa causar destruição total ou parcial das instalações. Por exemplo: raio, explosão, queda de aeronaves, danos elétricos, vendaval, impacto de veículos, quebra  de vidros, roubo, etc.

Vale lembrar que a responsabilidade pela renovação do seguro recai sobre o síndico, em cujo mandato a apólice foi emitida. O síndico responde ativa e passivamente por qualquer inadequação ou insuficiência de seguro constatada.

Pareceu complicado?

A Estasa – Corretora de Seguros é referência em seguros residenciais, condominiais e muitos outros no Rio de Janeiro. Se quiser entender melhor como funciona o seguro de responsabilidade civil, nós montamos uma página explicando exatamente como atuamos e o que nos diferencia das outras empresas. Clique aqui e confira todas as soluções inovadoras para uma administração transparente no seu condomínio.