Fachada: cuidados necessários para uma reforma

29 de abril de 2019
Foto de um prédio com fachada em obras para a pauta "Fachada: cuidados necessários para uma reforma" para o Blog da Estasa.

Especialistas explicam cuidados necessários para preservar a parte exterior do edifício

Para cuidar de um edifício, um dos reparos que devem ser feitos é na fachada do empreendimento. Com o tempo, é normal que os prédios fiquem sujos por conta da poluição, poeira e chuvas. Além disso, é importante essa manutenção periódica para evitar qualquer tipo de acidente envolvendo área externa do imóvel.

De acordo com Anna Carolina Chazan, gerente de gestão predial da Estasa, o ideal é fazer uma manutenção preventiva e uma revisão minuciosa a fim de evitar problemas cujo reparo podem custar ainda mais ao condomínio no futuro.

“A reforma da fachada é um dos serviços mais caros para um condomínio porque requer a contratação de uma empresa de especializada que disponha de recursos de segurança para prevenir acidentes durante a obra”, explica Anna Carolina.

LEIA MAIS:

Blog Estasa – Manutenção predial: uma responsabilidade do síndico

Blog Estasa – Chuva e os prejuízos no condomínio: quem paga a conta?

Blog Estasa – Autovistoria: 5 anos após lei, imóveis precisam passar por nova inspeção

Há certas orientações para executar a reforma da fachada. Uma delas é realizar um processo de concorrência transparente com escopo bem definido e os requisitos necessários para que as empresas especializadas participem do processo.

“Além disso, a empresa deverá apresentar ao seu cliente um cronograma do projeto, com valores anexados, para que não haja contratempos na entrega da obra”, afirma Agnaldo Teixeira, gerente de condomínios da administradora de condomínios Cipa.

Os reparos podem evitar problemas como, por exemplo, queda de reboco ou ou pedaços de cerâmica — que podem ser fatais caso caiam em cima de alguém, dependendo da altura — pastilhas, infiltrações e, no fim das contas causar depreciação do patrimônio.

Vale lembrar que as obras de manutenção devem ser feitas em intervalos de três a cinco anos, o que depende do quanto a fachada do empreendimento estiver degastada. Além disso, a necessidade de fazer o reparo é responsabilidade do síndico, que deve prezar pela garantira e vida útil do espaço.

Pareceu complicado?

A Estasa está sempre próxima a seus síndicos orientando-os sobre as melhores práticas em condomínios. Seja orientando-os na reforma de uma fachada a como reduzir custos utilizando tecnologia, somos referência em administração condominial e locação de imóveis no Rio de Janeiro. Montamos uma página explicando exatamente como atuamos, o que nos diferencia das outras empresas e como trabalhamos para reduzir custos.

Clique aqui e confira todas as soluções inovadoras para uma administração transparente no seu condomínio.